Com o FC Porto a precisar de bater, esta quinta-feira, o Feyenoord para seguir em frente na Liga Europa, Sérgio Conceição fez a antevisão do decisivo encontro, onde só a vitória interessa, e afirmou que a equipa sabe o que tem de fazer e que está confiante de que esta vai dar uma boa resposta, negando que esta evidencie uma espécie de 'bloqueio mental' quando não consegue marcar cedo ou vê o adversário marcar primeiro.

"Já tivemos muitos jogos em que marcámos na segunda parte. Os jogos decorrem normalmente e há sempre que contar com o adversário que vem defender o 'pontinho'. Não existe qualquer tipo de bloqueio", fez questão de frisar.

O técnico dos azuis-e-brancos negou também que alguns dos problemas defensivos que os 'dragões' têm evidenciado esta época nas provas europeias se devam à falta de velocidade dos seus defesas.

"Os meus centrais são rápidos, embora as pessoas não tenham muito a noção disso. A questão tem mais a ver com a reação à perda de bola e à transição defensiva, que envolve toda a equipa e não apenas os centrais. Não tenho centrais lentos. Tenho quatro centrais magníficos, que me dão garantias mais do que suficientes", sublinhou.

A terminar, o técnico reconheceu que houve jogos nesta fase de grupos da Liga Europa em que os seus jogadores podiam ter feito mais, mas disse acreditar que estes vão, esta quinta-feira, estar à altura das exigências. "Houve situações nesta Liga Europa em que não estivemos a imagem do que é o FC Porto e em que podíamos fazer mais e melhor, mas conseguimos trazer a qualificação para a última jornada e isso é que o mais importante. Estamos conscientes do trabalho que fazemos, estou confiante e acredito que vamos dar uma boa resposta", concluiu

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.