O Sporting confirmou na quinta-feira a passagem aos oitavos de final da Liga Europa ao empatar a 3-3 com o Astana no jogo da segunda-mão dos 16 avos de final da prova depois de uma vitória no Cazaquistão por 3-1. Jorge Jesus fez muitas alterações na equipa, mas acabou por ver Bas Dost sair do jogo a coxear. O avançado holandês jogou os 90' minutos diante dos cazaques e até abriu o marcador logo aos 3' minutos com um grande golo de cabeça, mas na recta final do jogo ficou a queixar-se da coxa direita depois de falhar um golo na 'cara do guarda-redes'. O Astana apresentou-se em Alvalade com vontade de disputar a eliminatória e aproveitou alguma lentidão dos defesas leoninos para criar perigo. O golo de Tomasov antes do intervalo abriu boas expectativas aos cazaques para a segunda parte, mas um monumental golo de Bruno Fernandes aos 53' minutos parecia sentenciar o rumo dos acontecimentos. O número 8 dos 'leões' ampliou a vantagem para 3-1 dez minutos depois e parecia que o jogo estava na mão da equipa de Jorge Jesus. No entanto, dois grandes golos do Astana perto do fim do jogo fixaram o resultado final em 3-3. Twumasi 'fuzilou' a baliza de Rui Patrício aos 80' minutos e no último lance do jogo Shomko bateu o guardião leonino na sequência de um pontapé de canto aos 93' minutos. Apesar do empate em casa, o Sporting regressa aos oitavos de final da Liga Europa pela primeira vez desde 2011/12, quando chegou às meias-finais, depois de nas três últimas presenças ter caído por duas vezes nos 16 avos de final e uma na fase de grupos. Jorge Jesus assumiu no final do jogo que deveria ter substituído Bas Dost mais cedo, e que errou ao manter o holandês em campo durante os 90' minutos.

Muitas alterações no onze inicial do Sporting

No regresso ao Estádio de Alvalade após a vitória arrancada a 'ferros' em Tondela por 2-1 para o campeonato nacional, Jorge Jesus aproveitou para fazer descansar alguns dos habituais titulares no jogo da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. O técnico leonino manteve apenas cinco titulares da equipa que venceu em Astana (sete dos que jogaram com o Tondela), e apostou na inclusão de Ristovksi, Battaglia, João Palhinha, Rúben Ribeiro e Bas Dost. Já o Astana apresentou-se em Alvalade com apenas uma novidade no onze com a entrada do central Evgeni Postnikov para o lugar de Igor Logvinenko.

Djordje Despotovic controla uma bola durante o jogo entre Sporting e Astana
Djordje Despotovic controla uma bola durante o jogo entre Sporting e Astana. créditos: José Sena Goulão/Manuel de Almeida

Astana entrou determinado a lutar pela eliminatória, mas Bas Dost impôs a lei do 'Leão'

Na antevisão do jogo da segunda mão dos 16 avos de final, o técnico Stanimir Stoilov tinha prometido discutir a eliminatória em Lisboa e o Astana entrou com muito perigo em Alvalade com uma bola no ferro logo no primeiro minuto por intermédio de Twumasi. O 'susto' na baliza de Rui Vitória acordou os jogadores do Sporting e na sequência de um cruzamento de Bryan Ruiz do lado esquerdo Bas Dost inaugurou o marcador aos 3' minutos. O avançado holandês surgiu à vontade na grande área do Astana e sem dificuldades bateu Nenad Eric para o 1-0. O golo deu confiança à equipa de Jorge Jesus que acabou por dominar por completo o adverário.

'Leão' em alta rotação com excepção de Rúben Ribeiro e Bryan Ruiz

A vantagem madrugadora do Sporting abriu perspectivas para um resultado dilatado com várias incursões dos 'leões' à baliza adversária. Battaglia dominou por completo o meio-campo ofensivo dos cazaques e nas alas Fábio Coentrão e Ristovksi davam profundidade ao ataque. No entanto, a velocidade de Bruno Fernandes e Fábio Coentrão constrata com a lentidão de processos de Rúben Ribeiro e Bryan Ruiz. O costa-riquenho ainda manteve a 'máquina' a funcionar até à meia hora de jogo, mas o extremo contratado ao Rio Ave no mercado de inverno não deu a fluidez necessária ao fio de jogo dos 'leões' retendo muitas vezes a bola quando era imperativo outra opção. No final da primeira parte, o Astana empatou contra a corrente do jogo depois de muitas situações de golo desperdiçadas pelo Sporting.

Bruno Fernandes em ação diante do Astana com Marin Anicic e Dmitri Shomko
Bruno Fernandes em ação diante do Astana com Marin Anicic e Dmitri Shomko créditos: José Sena Goulão

Dois momentos de 'génio' de Bruno Fernandes resolveram a eliminatória

Na segunda parte, Jorge Jesus tirou Rúben Ribeiro e lançou Acuña no jogo. O Sporting voltou a dominar, mas com mais velocidade e não foi preciso muito tempo para que as malhas da baliza do Astana voltassem a abanar, e de que maneira. Aos 53' minutos, o médio leonino pega na bola após um livre e do 'fundo da rua' remata com espaço para um monumental golo a 25 metros da baliza. A equipa leonina voltava a passar para a frente do marcador, e a eliminatória parecia praticamente decidida quando dez minutos depois, numa jogada de entendimento entre Bruno Fernandes e Bas Dost, o número 8 do Sporting bateu com toda a calma do mundo o guardião cazaque com um remate colocado e rasteiro.

Patrick Twumasi celebra um golo pelo Astana em Alvalade
Patrick Twumasi celebra um golo pelo Astana em Alvalade. créditos: José Sena Goulão/Manuel de Almeida

Entrada de Rafael Leão e dois golos ao cair do pano...do Astana

A vencer por 3-1 aos 63' minutos, o Sporting tinha praticamente a vitória, e a eliminatória garantida. Jorge Jesus decidiu tirar João Palhinha aos 74' minutos e lançar Rafael Leão para uma estreia europeia. O jovem avançado entrou para jogar ao lado de Bas Dost, mas foi o Astana a fazer o golo aos 80' minutos com uma 'bomba' de Twumasi para o fundo da baliza. O avançado holandês esteve perto de fazer o 4-2 aos 87' minutos, mas a tentativa de 'chapéu' de Bas Dost não foi o suficiente para bater Nenad Eric. E na última jogada do encontro, o Astana acreditou que poderia sair de Lisboa sem uma derrota e acabou mesmo por ser premiado com um grande golo de Shomko com um remate de longe a fixar o resultado final em 3-3.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.