O Bordéus, treinado pelo português Paulo Sousa, subiu hoje, provisoriamente, ao sexto lugar da Liga francesa de futebol, ao operar a reviravolta e vencer por 2-1 no terreno do Metz, em jogo da 24.ª jornada.

O senegalês Ibrahima Niane colocou o Metz em vantagem, logo aos dois minutos, mas, pouco depois, a equipa da casa ficou reduzida a 10 elementos, por expulsão de Vincent Pajot, aos oito.

No segundo tempo, o croata Toma Basic, aos 51 minutos, e Remi Oudin, aos 84, consumaram a reviravolta do Bordéus, que subiu ao sexto lugar, com 34 pontos, menos um do que o Mónaco, que ascendeu a quinto, depois de também dar a volta no reduto do Amiens e vencer por 2-1.

Sehrou Guirassy abriu o marcador, aos nove minutos, só que os monegascos, com o internacional português Adrien Silva entre os titulares, conseguiram chegar ao triunfo na fase final, com golos de Ben Yedder, aos 85 minutos, e do antigo avançado do Sporting Islam Slimani, aos 90+2.

Na vice-liderança mantém-se o Marselha, treinado pelo português André Villas-Boas, que venceu por 1-0 o lanterna-vermelha Toulouse, com um grande golo do ‘inevitável’ Dimitri Payet, aos 51 minutos, num pontapé de fora de área.

Os marselheses, que não perdem há 13 jogos para o campeonato, seguem provisoriamente a nove pontos do líder Paris Saint-Germain, que no domingo recebe o Lyon, mas aumentaram a vantagem para o terceiro classificado, Rennes, que não saiu de um ‘nulo’ na receção ao Brest.

O jogo mais proveitoso da ronda opôs o Dijon ao Nantes e terminou com um empate 3-3, sendo que os ‘canários’ evitaram o desaire aos 90+1 minutos, com um golo do brasileiro Andrei Girotto.

Já o ‘aflito’ Nimes, antepenúltimo classificado, somou a terceira vitória seguida na prova, por 3-1, na visita ao Nice, e está a um ponto do Dijon, que é a primeira equipa acima da zona de despromoção.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.