O antigo presidente do Marselha Pape Diouf morreu hoje aos 68 anos infetado com COVID-19, revelou à agência noticiosa France Presse fonte da família do senegalês, que se encontrava hospitalizado em Dacar.

O antigo jornalista, agente de jogadores e líder do Olympique, de 2005 a 2009, estava prestes a ser repatriado de Dacar para Nice, em França, mas a sua condição de saúde deteriorou-se e o avião já não descolou.

A morte, também confirmada pela televisão pública senegalesa RTS, acontece após Diouf estar infetado com COVID-19 e com respiração assistida.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 38 mil morreram.

Dos casos de infeção, pelo menos 163 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes e 7.443 casos de infeção confirmados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.