Quem o diz é Bernard Caiazzo, presidente do grupo que representa os clubes no escalão mais alto do futebol francês, que também afirma que a época só deverá ser retomada "na melhor das hipóteses a 15 de junho".

"Sem ajudas do estado, dentro de seis meses, metade dos clubes profissionais vão decretar falência", Caiazzo, que também é presidente do Saint-Etienne, disse à rádio francesa 'France Bleu Loire".

"Os cinco maiores campeonatos europeus já perderam quatro biliões de euros; o campeonato francês entre 500 e 600 milhões."

A Liga Francesa foi suspensa a 13 de março devido à pandemia de Covid-19 que já provocou a morte de mais de 13 mil pessoas no mundo.

"Nós não vamos poder jogar até a curva ser achatada", disse Caiazzo, acrescentando que está "muito, muito preocupado" com as consequências da suspensão.

"[O 'achatamento' da curva] Deve de ser por volta de julho-agosto, na melhor das hipóteses a 15 de junho. É vital, a qualquer custo, terminar o campeonato", disse, apesar da sua equipa (Saint-Etienne) estar a lutar pela manutenção na Ligue 1.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.