O presidente do Brest, Denis Le Saint, defende que a única solução perante a pandemia COVID-19 passa por cancelar a presente temporada e começar a pensar na próxima. Segundo o líder do  atual 14.º classificado da Ligue 1, "inimaginável" retomar a competição esta temporada perante o atual cenário, frisando que os jogos à porta fechada "não entusiasmam", sublinhando ainda que nunca colocará em risco a vida dos seus jogadores.

"Não vou levar a minha equipa a Paris em maio ou em junho para o jogo com o PSG. Os riscos são demasiado grandes. Tenho muito respeito pelos meus jogadores e pelo meu staff para os fazer correr esses riscos. Do meu ponto de vista, a época acabou. A saída do confinamento vai ser muito longa e progressiva. Não nos vamos poder deslocar. Os belgas querem parar e os italianos e os espanhóis não vão treinar. Nós não podemos retomar a Liga», afirmou.

Le Saint frisou, depois, que as questões financeiras nunca se devem sobrepor à saúde. "A saúde é um fator essencial que nos dever levar a tomar decisões fortes. O futebol não é uma prioridade nos dias de hoje. Ninguém está com vontade de entrar num estádio e os jogos à porta fechada não entusiasmam ninguém. Não há qualquer interesse em ter jogos disputados nestas condições. O futebol é uma coisa que se partilha com os outros. O aspeto financeiro é uma coisa, mas a saúde é muito mais importante", lembrou o dirigente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.