O Mónaco, de Leonardo Jardim, perdeu no duelo de treinadores portugueses frente a André Villas-Boas, técnico que orienta o Marselha, por 4-3. A equipa do Principado até esteve a ganhar por 2-0, mas permitiu a reviravolta à equipa forasteira.

O jogo até começou bem para a equipa monegasca, que chegou cedo ao 2-0, com um ‘bis’ do avançado francês Ben Yedder, aos 17 e 26 minutos, o primeiro de penálti, mas a reação do Marselha foi forte e traduziu-se em dois golos antes do intervalo, aos 38 e 41, por Dário Benedetto e Valérie German.

Na segunda parte, o Marselha deu a volta ao resultado com mais dois golos, aos 61 e 66 minutos, por Dimitri Payet e Dário Benedetto, que ‘bisou’, e o melhor que o Mónaco conseguiu foi reduzir para 4-3, aos 75, por Keita Balde.

Na reação ao encontro, Leonardo Jardim considera que a sua equipa reagiu mal ao golo do adversário e que isso justifica a derrota.

"Dominámos durante 30 minutos. Depois do primeiro golo do Marselha, os meus jogadores entraram em pânico. O adversário reagiu e marcou duas vezes [2-2 ao intervalo]. Na segunda parte, o Marselha estava confiante. O nosso terceiro golo surgiu tarde de mais. Para os espectadores foi um jogo interessante, para nós não. Cometemos muitos erros, já sofremos 14 golos. Temos de resolver a questão defensiva. É uma questão de organização, não de jogadores", atirou o técnico madeirense.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.