Leonardo, novo diretor desportivo do Paris Saint-Germain, concedeu uma extensa entrevista à edição de terça-feira do jornal francês Le Parisien, na qual abordou a situação de Neymar, que está sob alçada disciplinar do clube por ter falhado a data de apresentação aos trabalhos de pré-época, admitindo que o jogador pode deixar a capital francesa.

O dirigente explica que o clube irá "estudar as medidas a tomar" com o internacional brasileiro, e salienta que as datas dos "compromissos com o seu instituto e com um patrocinador" não foram "acordadas com o clube", ao contrário do que disse o pai do jogador.

Leonardo admitiu também que a vontade de Neymar é a de deixar a capital francesa: "É claro para toda a gente. Mas, no futebol, num dia diz-se uma coisa, noutro diz-se outra… É incrível, mas é assim".

Polémica em França: Neymar não se apresentou ao serviço e vai ser castigado
Polémica em França: Neymar não se apresentou ao serviço e vai ser castigado
Ver artigo

"Toda a gente sabe tudo. A posição é clara para todos os envolvidos. Mas, ao dia de hoje, uma coisa é certa: ele ainda tem três anos de contrato connosco. E, uma vez que não recebemos uma proposta, não podemos discutir nada", acrescentou.

O diretor desportivo dos parisienses salientou ainda que já houve contactos com o Barcelona, ainda que superficiais, sobre Neymar que foi contratado em 2017, a troco de 222 milhões de euros: "Eles disseram que queriam comprar, mas nós não estamos a vender."

"O Neymar pode deixar o Paris SG se existir uma proposta que nos agrade a todos. Não posso revelar os detalhes da minha conversa com o jogador, mas também falamos com as pessoas que lhe estão próximas e a posição de todos é clara", explicou Leonardo ao referido jornal.

"O que está claro de momento é que o Neymar por agora tem contrato connosco por mais três anos e, como não recebemos nenhuma oferta, não temos nada para discutir... (...) Há que falar e negociar. Isto não se faz de um dia para o outro, mas é tudo uma questão de dinheiro", finalizou o dirigente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.