Neymar tem contrato com o Paris Saint-Germain até junho de 2022 e a intenção da direção do emblema parisiense é manter o avançado brasileiro, de forma a que este possa continuar a formar com Kylian Mbappé uma das duplas atacants mais temíveis do futebol europeu na atualidade. Porém, segundo avança o 'L'Équipe', a continuidade do brasileiro no PSG só se dará caso este renove o vínculo que o liga ao clube.

De acordo com aquela publicação, terão sido apresentados dois cenários: ou a renovação imediata do vínculo, ou a venda do jogador já neste verão. Durante o interregno competitivo causado pela pandemia de Covid-19, acrescenta o 'L'Équipa', o PSG pretendia ter conseguido fechar as negociações para o prolongamento do contrato do brasileiro, mas não conseguiu sequer sequer-se com os seus representantes.

Assim, o PSG já terá decidido que, caso não consiga convencer Neymar a renovar com o clube nos próximos tempos, optará por negociá-lo com outro clube, perante os rumores do interesse do Barcelona em fazer regressar o jogador à Catalunha.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.