O astro brasileiro do Paris Saint-Germain Neymar, cujo clube negocia a sua saída, não consta no grupo que viaja a Rennes para disputar este domingo o duelo da segunda ronda da Ligue 1, anunciou no sábado o treinador Thomas Tuchel.

"Neymar não concluiu o treino com o grupo hoje (sábado). É um pouco cedo demais para ele voltar a disputar uma partida, ainda mais contra o Rennes fora de casa. É cedo demais. Vamos esperar mais uma semana para que ele comece a trabalhar com o grupo", declarou o técnico alemão.

Tuchel não pode convocar o atacante desde lesão que este sofreu num tornozelo no final de maio.

Neymar, que já perdeu a estreia do campeonato contra o Nîmes no último domingo (3-0), alterna treinos coletivos e individuais.

O diretor desportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, confirmou as negociações para a transferência do jogador mais caro da história (222 milhões de euros em 2017), que também não esconde o seu desejo de deixar o PSG.

"O mercado encerra no mês que vem. Ao dia de hoje nada mudou. É meu jogador. Quando penso numa equipa forte, é com ele. No momento não há soluções para a sua saída do clube. Nada mudou. A nossa relação é a mesma, se não houver solução ele fica. Ele tem mais três anos de contrato", afirmou Tuchel em conferência de imprensa.

Cada gesto de Neymar é analisado pelo mundo do futebol, que procura um desfecho para o caso mais mediático da atual janela do mercado de transferências.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.