"Ele que se ocupe do que se passa nas quatro linhas que eu trato do resto". Foi desta forma que Véronique Rabiot, mãe de Adrien Rabiot se apresentou ao Mundo em 2015, numa entrevista ao jornal francês 'L'Equipe'.

Véronique Rabiot é, além de mãe, agente de Adrien Rabiot, médio do Paris Saint-Germain, de quem se fala já ter um compromisso com o Barcelona. O médio de 23 anos está em final de contrato com os campeões franceses e, desde o dia 1 de janeiro, já pode comprometer-se com qualquer clube para 2019/2020.

No verão passado, o PSG negou negociar com o Barcelona a venda do jovem criativo francês, gorando assim os planos de Rabiot em ingressar no gigante catalão. Depois disso, Antero Henrique, diretor desportivo do PSG, e Nasser al Khelaifi, presidente e dono do emblema francês, encetaram negociações com a mãe de Rabiot com vista a prolongar o vínculo entre as partes. E foi aí que Véronique Rabiot levou o dono do PSG ao desespero, mostrando-se intransigente nas negociações.

Adrien Rabiot, médio do PSG
Adrien Rabiot, médio do PSG

A fama de 'dama de ferro' de Véronique Rabiot vem desde 2012, quando Rabiot assinou o seu primeiro contrato profissional com o Paris Saint Germain. A forma dura como gere as negociações ficou patente em 2014, quando intermediou a renovação do contrato do seu filho com o PSG, escreve o jornal 'Marca'.

Na altura, no verão de 2014, quando Rabiot negociava a renovação de contrato, os dirigentes do PSG colocaram o jovem médio a treinar com as reservas, como forma de fazer a mãe ceder nas negociações. Na altura Véronique também negociava com a AS Roma uma possível transferência do médio para o futebol italiano. A mãe de Rabiot não gostou nada e foi esperar Laurent Blanc, técnico dos campeões franceses na altura, no parque 'Camp des Loges'. Gritou com o técnico, a ponto de os seguranças intervirem e obrigarem Véronique a entrar no seu carro. "Não podes faze-lo [n.d.r. Rabiot] isso, não vou permitir isto", gritou, na altura. Um mês depois Rabiot voltava a jogar com a primeira equipa do PSG e, em novembro, renovava contrato até junho de 2019.

Antes, em 2012, antes de assinar contrato profissional com o PSG, Rabiot negou-se a a viajar com a equipa para Doha, numa digressão no Qatar, porque o clube não deixava que o jovem médio fosse acompanhado pela mãe. O clube já tinha dito aos jogadores que não podiam ir acompanhados de familiares ou amigos. No ano seguinte Rabiot fez parte da digressão, acompanhado pela mãe.

Diz o 'L´Equipe' que Véronique está na Catalunha para discutir os termos da mudança do seu filho para o Barcelona. Se os 'culés' não forem ao encontro das suas pretensões, Véronique vai mudar 'agulhas' para Inglaterra, onde o médio tem vários pretendentes.

Véronique e Adrien são inseparáveis. Desde pequeno que é a mãe quem trata de todos os assuntos do filho. Véronique teve de se desdobrar para dar o melhor aos dois filhos e ainda cuidar do marido: o pai de Rabiot sofre de uma doença neurológica, pelo que teve de ser a mãe a ocupar de tudo. Rabiot esteve no Manchester City quando tinha 13 anos mas acabaria por voltar para Paris, com a mãe a acusar o emblema inglês de não cumprir com a sua palavra. Aos 15 anos, ingressou no PSG.

Véronique Rabiot e Adrien Rabiot
Véronique Rabiot e Adrien Rabiot

"Formamos uma grande equipa porque nunca duvidamos um do outro", esclareceu Véronique.

Antero Henrique, português que é diretor desportivo do PSG, sentiu na pele o pulso firme de Véronique, no último verão, quando o Barcelona mostrou interesse em Rabiot.

"O PSG agora ataca-me, na pessoa de Antero Henrique, mas eu disse-lhe este verão que colocasse o meu filho na lista de transferências porque queria sair. Não pode agora dizer que não sabia de nada", atirou, na altura. Antero Henrique confirmou a proposta dos 'blaugrana' mas recusou negociar.

"Recebemos uma proposta no dia 29 de agosto às oito da tarde, o que quer dizer que o jogador já tinha alcançado um acordo com o Barcelona porque não havia tempo para faze-lo depois", explicou o dirigente.

O PSG negou vender em agosto de 2018 e agora prepara-se para perder uma das 'jóias' da sua 'coroa' a custo zero. O jornalista italiano Gianluca di Marzio, sempre bem informado sobre assuntos do mercado, disse esta sexta-feira que Rabiot já assinou um pré-acordo com o Barcelona, onde vai ganhar 10 milhões de euros por época.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.