Zlatan Ibrahimovic está envolvido em nova polémica na Major League Soccer. O avançado dos LA Galaxy envolveu-se numa troca de 'mimos' com Nedum Onuoha, defesa do Real Salt Lake. O sueco marcou um golo mas em vez de festejar com os colegas, foi gritar na cara do antigo defensor do Manchester City. Antes, aos 60 minutos, tinha feito uma 'gravata' a Onuoha, que lhe valeu um cartão amarelo.

No final do encontro, Zlatan falou dos momentos quentes com o defesa contrário. Questionado sobre o que disse a Nedum Onuoha, o avançado do LA Galaxy respondeu assim: "O que acontece no campo fica no campo".

Sobre os festejos na cara do adversário, Ibrahimovic sublinhou que é uma forma de se motivar.

"Gosto de me sentir vivo. Gosto de duelos, são eles que me fazem sentir vivo. Têm de me 'espicaçar', senão é tudo muito fácil. Eu conheço-me. Quando estou zangado sinto-me bem", atirou.

Quem não ficou nada impressionado com Ibrahimovic foi Nedum Onuoha.

"Este tipo, que segundo ele próprio diz, é a cara da MLS, comporta-se assim no campo? Não quero saber. Não vou aceitar as desculpas dele, é inaceitável", começou por dizer o defesa da equipa de Salt Lake City.

"Isto aqui é um espectáculo para Ibrahimovic. Muitos têm medo dele, mas é apenas um mero mortal. Foi arrogante e essa não deve ser a forma de estar aqui. Não era fã dele antes e agora muito menos", atirou.

O defesa, que já passou pelo Manchester City, comparou Ibrahimovic a Cristiano Ronaldo e, no final, não aceitou as desculpas do sueco no balneário.

"Não acho que ele seja boa pessoa, por isso não vou aceitar dar-lhe a mão. Acha-se melhor do que eu como ser humano e não tenho tolerância para esse tipo de pessoas. Mesmo quando joguei contra Cristiano Ronaldo, quando ele era mais novo e era um pouco temperamental, via-se que era desejo puro de vencer e não desrespeito para com os adversários, que é o que acho que Ibrahimovic faz", salientou.

O LA Galaxy venceu o Salt Lake City por 2-1.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.