Antoine Griezmann, autor de um golo de penálti na final do Mundial de futebol sobre a Croácia (4-2), este domingo em Moscovo, apareceu na conferência de imprensa do estádio Luzhniki enrolado numa bandeira do Uruguai, que lhe foi oferecido por um repórter daquele país sul-americano.

As melhores imagens do França - Croácia

Confessando-se "ansioso por levantar a Taça do Mundo e levá-la para a França", o atacante francês ainda estava nas 'nuvens' com o título.

"Nem sei onde estou! Estou muito feliz. Foi um jogo muito difícil, Croácia fez um grande jogo. Começamos timidamente, vimos que era uma final de um campeonato do Mundo e fomos nos soltando pouco a pouco", explicou o atacante do Atlético de Madrid.

"Estou ansioso por levantar o troféu e leva-la para a França", lançou, com euforia, à televisão francesa TF1.

Griezmann explicou como encarou a situação tensa de bater um penálti numa final de um Mundial de futebol.

"Pensei em bater à Panenka como fez Zidane (na final do Mundial 2002, perdida para a Itália), mas finalmente bati com calma. Espero (dormir) com a Taça e a minha filha", concluiu Griezmann ao final do jogo.

A ligação do jogador ao Uruguai remonta dos seus tempos de atleta nos bascos da Real Sociedad, era era muito amigo do ex-Sporting Carlos Bueno. Na altura também foi orientado pelo técnico uruguaio Martín Lasarte.

"É um povo que me encanta, são pessoas que adoro. Tenho um pouco o espírito deles, não me entrego nunca e esforço-me ao máximo", revelou no passado.

'Grizou' é conhecido pela sua relação com os uruguaios, tendo como amigos vários jogadores nascidos neste pequeno país, como Diego Godín e José María Giménez, seus companheiros no Atlético de Madrid. Godín é, inclusive, padrinho da filha de Griezmann.

A França sagrou-se campeã mundial de futebol pela segunda vez na sua história, 20 anos depois, ao vencer a Croácia por 4-2, na final da 21.ª edição da prova, disputada no Estádio Luzhniki, em Moscovo.

Mario Mandzukic (18 minutos), na própria baliza, Antoine Griezmann (38), de grande penalidade, Paul Pogba (59) e Kylian Mbappé (65) apontaram os tentos dos franceses, enquanto Ivan Perisic (28) e Mandzukic (69) faturaram para os croatas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.