A imprensa internacional destaca a “superioridade tática” que o Uruguai teve sobre Portugal (2-1), nos oitavos de final do Mundial2018 de futebol, e considera que Cristiano Ronaldo foi “inofensivo”, no encontro que decorreu em Sochi.

A Gazzetta dello Sport enaltece a exibição de Edinson Cavani, que fez os dois golos dos uruguaios, e diz que Ronaldo esteve quase sempre ausente do encontro.

“Cavani deixou o Portugal KO num jogo em que Ronaldo nunca apareceu”, lê-se no site oficial da publicação italiana.

L’Équipe diz mesmo que o capitão da seleção nacional foi “inofensivo” e que o Uruguai foi “mais forte” que os campeões europeus.

“O Uruguai esteve melhor taticamente e defensivamente e apagou por completo o campeão europeu”, considera a publicação francesa.

Por seu lado, o Mundo Deportivo diz que Cavani e Suárez “expulsaram” Portugal e Ronaldo do Campeonato do Mundo, no mesmo dia em que Lionel Messi também se despediu da prova.

Do outro lado do Atlântico, o Globo Esporte lembrou que Ronaldo ficou em branco no que poderá ter sido o seu último jogo num Mundial.

“Lusos voltam a mostrar pouca criatividade e o astro do Real Madrid passa em branco em possível despedida das Copas”, lê-se no site da publicação brasileira.

A seleção portuguesa de futebol foi hoje eliminada nos oitavos de final do Mundial2018, ao perder com o Uruguai por 2-1, em jogo disputado no Estádio Ficht, em Sochi, na Rússia.

Portugal foi para o intervalo a perder por 1-0, graças a um golo de Edinson Cavani, aos sete minutos, mas Pepe ainda igualou para a equipa das 'quinas', aos 55 minutos. Pouco depois, aos 62, Cavani bisou na partida, com um golo que acabaria por dar o triunfo aos sul-americanos.

Nos quartos de final, o Uruguai vai defrontar na sexta-feira a França, que hoje eliminou a vice-campeã mundial Argentina (4-3).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.