O futebolista internacional português João Mário manifestou esta sexta-feira “enorme satisfação” por regressar à competição, após a lesão sofrida em novembro, e revelou a intenção de ajudar o Lokomotiv de Moscovo a reduzir a desvantagem para o líder Zenit.

“Estar tanto tempo sem competição é algo a que não estava habituado, tendo este período sido ainda mais longo devido à lesão que sofri antes da pausa de inverno. É com enorme satisfação e vontade de fazer o que mais gosto que regresso à competição este sábado, ainda para mais num jogo de enorme importância e com elevado grau de dificuldade”, disse o médio do Lokomotiv de Moscovo, em declarações prestadas à sua assessoria de imprensa.

João Mário sofreu uma fratura de um dedo do pé direito em novembro do ano passado, que o afastou dos últimos cinco jogos oficiais do Lokomotiv, antes da pausa de inverno da Liga russa.

A competição foi retomada hoje, com o arranque da 19.ª jornada, após mais de dois meses de interregno, sendo que o Lokomotiv de Moscovo, quinto colocado, com 34 pontos, visita o líder Zenit, com 45, no sábado.

“O nosso foco, neste momento, passa por reduzir a distância para a liderança e este jogo, em São Petersburgo, é uma boa oportunidade para o conseguirmos. Em simultâneo, queremos continuar na luta pelo apuramento para a Champions [Liga dos Campeões]”, referiu.

De resto, o internacional luso, de 27 anos, considerou que a formação de Moscovo “ganhou alguma experiência” na presente edição da Liga dos Campeões, na qual defrontou “adversários de elevado grau de dificuldade”, como a Juventus ou o Atlético de Madrid.

“Queremos voltar [à Liga dos Campeões] para o ano, ainda mais fortes e com mais ambição”, concluiu.

João Mário foi emprestado pelo Inter de Milão ao Lokomotiv de Moscovo até final desta temporada, somando 12 jogos e um golo ao serviço do conjunto da capital russa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.