O Arsenal perdeu, esta quinta-feira em casa com o Brighton por 2-1 e viu agudizar ainda mais a crise. Os 'gunners' caíram para o 10.º posto e já estão a 24 pontos do líder Liverpool, quando estão jogadas apenas 15 jornadas.

Adam Webster (36 minutos) e o francês Neal Maupay (80) asseguraram a vitória dos forasteiros frente aos ‘gunners’, orientados de forma interina pelo sueco Fredrik Ljungberg, que apenas conseguiram restabelecer a igualdade durante alguns minutos, pelo gaulês Alexandre Lacazette (50).

Além da derrota, que marcou a estreia de Freddie Ljunberg em casa com técnico, após a saída de Emery, o encontro ficou marcado por algo insólito: Pierre-Emerick Aubameyang, aflito, abandonou o relvado para ir à casa de banho, quando faltavam cinco minutos para o final. Um gesto que enfureceu os adeptos dos 'gunners', numa altura em que a equipa estava a perder. Os próprios jogadores do Arsenal não perceberam o que se passava, no momento.

Na conferência de imprensa, o técnico Freddie Ljunberg saiu em defesa do seu jogador.

"Na verdade, nem reparei que ele saiu, só o vi a regressar ao relvado depois de ter estado fora durante alguns minutos. Mas quando tens de ir, tens de ir. Não há nada que possas fazer", declarou o tecnico.

O Arsenal está no 10.º posto, com apenas 19 pontos em 15 jornadas da Liga Inglesa. A equipa soma quatro derrotas, sete empates e apenas quatro triunfos. Este é o pior arranque dos londrinos, desde 1977, quando não tinham qualquer vitória ao cabo de dez jornadas.

Arsenal, adversário do Vitória de Guimarães no Grupo F da Liga Europa, voltou a desiludir, ao somar o nono encontro sem triunfar em todas as competições, após o 3-2 caseiro aos minhotos.

Concluída a 15.ª jornada, a Premier League é comandada pelo campeão europeu em título Liverpool, que soma 43 pontos, mais oito do que o Leicester e 11 face ao Manchester City. Os ‘reds’ não conquistam a prova desde 1989/90.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.