Sob pressão depois da imprensa inglesa ter feito hoje manchete de uma alegada relação com a mulher de um colega da selecção (Wayne Bridge), John Terry foi decisivo no embate com o Burnley, ao fazer o golo da vitória.

O defesa internacional inglês permitiu que os londrinos segurassem a liderança isolada no campeonato e tendo em conta que o Manchester United, o seu perseguidor directo, defronta no domingo o Arsenal.

O Chelsea passou a ter 54 pontos, enquanto o Manchester United - que defrontará os "gunners" no Emirates Stadium - contabiliza 50 pontos, mas em caso de vitória passará a somar 53.

No jogo com o Burnley, o técnico Carlo Ancelotti deixou Ricardo Carvalho e Deco no banco, mas o médio luso-brasileiro ainda entrou aos 76 minutos, quando o resultado estava em 1-1, para o lugar de Asley Cole.

A equipa londrina marcou primeiro, por intermédio do francês Anelka, aos 27 minutos, mas Steven Fletcher igualou aos 50.

No segundo tempo e quando vive um momento particularmente agitado na sua vida privada, Terry correspondeu da melhor forma, com um cabeceamento, a um pontapé de canto apontado por Frank Lampard.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.