O Manchester City negou, esta terça-feira, todas as informações veiculadas pelo jornal norte-americano The New York Times, que davam conta de uma provável exclusão da próxima edição da Liga dos Campeões, devido ao incumprimento do fair-play financeiro.

Num comunicado enviado às redações, e citado pelo jornal inglês Daily Mail, os bicampeões asseguram “total cooperação e boa fé com a investigação em curso do Comité de Controlo Financeiro (CFCB) da UEFA”, pelo que não aguardam qualquer punição desportiva.

“Nesse sentido, o facto de a notícia do The New York Times citar ‘pessoas familiares com o caso’ é extremamente preocupante. Isto significa que, ou a boa fé do Manchester City para com o CFCB está errada, ou que o processo do CFCB está a ser representado por indivíduos que pretendem danificar a reputação do clube e os seus interesses comerciais. Ou ambos”, pode ler-se na referida nota.

“As contas publicadas pelo Manchester City são totais e completas, e alvo de um registo legal e regulador. A acusação de irregularidades financeiras é totalmente falso, e as provas exaustivas deste facto foram entregues ao CFCB”, conclui o documento.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.