Esta acção vai permitir a Malcolm Glazer, dono do clube, um pouco mais de liberdade na gestão do Manchester, uma vez que este viu a dívida crescer no espaço de um ano em 716,5 milhões de libras (826,4 milhões de euros).

Este valor representou um aumento de 17 milhões de libras (19,6 milhões de euros) em relação ao exercício anterior.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.