Os clubes da liga inglesa de futebol podem regressar terça-feira aos treinos, em sessões com pequenos grupos, naquele que é o primeiro passo para o retorno da prova, suspensa devido à pandemia da covid-19, anunciou hoje o organizador.

“Os acionistas da ‘Premier League’ votaram hoje por unanimidade que os clubes podem regressar aos treinos a partir da tarde de terça-feira. Só podem realizar treinos com um pequeno grupo de jogadores. Este é o primeiro passo para o recomeço da ‘Premier League’, que acontecerá quando for seguro”, lê-se no site oficial do organismo.

A Premier League lembrou que o protocolo aprovado não permite, para já, a existência de contacto nos treinos, e que todos os jogadores e treinadores têm de respeitar o distanciamento social.

“O protocolo teve a aprovação dos jogadores, treinadores, médicos e do governo. A prioridade é a saúde e o bem-estar de todos os participantes. Por isso, um regresso seguro dos treinos que terá de ser feito passo a passo. Este é o primeiro passo”, acrescentou.

Também hoje, o governo britânico apontou o regresso da liga inglesa para “meados de junho”, mas lembrou que o “critério número um é a segurança pública”.

“Tivemos reuniões muito produtivas com a federação (FA), com a liga de futebol (EFL) e a ‘Premier League’. Estamos a trabalhar muito para tentar voltar, apontando para meados de junho, mas o critério número um é a segurança pública”, afirmou o secretário de estado do Desporto, em declarações à Sky Sports.

Oliver Dowden, que também tem a pasta dos Assuntos Digitais, Media e Cultura do governo liderado por Boris Johnson, acrescentou que existe um “progresso satisfatório” nas medidas a tomar para o recomeço das competições e que, caso a segurança pública esteja garantida”, a ‘Premier League’ poderá mesmo regressar no próximo mês.

O regresso dos campeonatos em junho faz parte da segunda etapa do plano de desconfinamento do Reino Unido.

A ‘Premier League’ foi interrompida no início de março devido à pandemia da covid-19, numa altura em que o Liverpool tinha caminho livre para ser campeão, já que lidera a prova com mais 25 pontos do que o Manchester City, de Bernardo Silva e João Cancelo.

O Reino Unido é o segundo país em todo o mundo com mais mortos devido à covid-19 (34.636), atrás do Estados Unidos, e o quarto com mais pessoas infetadas (mais de 240 mil).

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 315.000 mortos e infetou mais de 4,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

LG // AJO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.