Em comunicado, a entidade explicou que, nos jogos desta semana, ao entrar em campo, as duas equipas continuarão alinhadas, acompanhadas com a música da ‘Premier League’, mas, depois, “os jogadores da casa vão passar pelos adversários sem dar apertos de mão”.

Na nota, esta decisão foi justificada com base em orientação médica, pela transmissão do coronavírus ser possível através “de gotículas do nariz e da boca” e poder “ser passado para as mãos, transmitindo-se pelos apertos de mão”.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou 3.385 mortos e infetou mais de 98 mil pessoas em 87 países e territórios, incluindo nove em Portugal.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.