Este domingo, o Liverpool bateu o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo, por 1-0, num jogo que ficou marcado pela polémico em torno de um golo anulado a Pedro Neto.

Na compensação da primeira parte, Pedro Neto fez o golo do empate para o Wolverhampton, mas o VAR assinalou um fora-de-jogo milimétrico a Castro, que fez a assistência para o português.

Já esta segunda-feira, o antigo treinador do Benfica Graeme Souness veio criticar a atuação do VAR e sugeriu uma mudança nas regras de fora de jogo.

"Estamos no negócio do entretenimento. O que estamos a fazer é negar às pessoas a alegria dos golos. O que deviam fazer era dizer que se uma parte do corpo do atacante está em posição legal, então não se deve marcar fora de jogo. O VAR está a custar golos ao futebol", atirou o atual comentador televisivo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.