Os treinadores Frank Lampard e Carlo Ancelotti apelaram hoje a uma “grande reflexão” sobre as regras do videoárbitro (VAR) no final da temporada futebolística 2019/20, face à anulação polémica do golo do Tottenham no encontro com Sheffied United.

Na quinta-feira, o avançado dos ‘spurs’ Harry Kane apontou, aos 33 minutos, o tento que daria o empate 1-1 ao Tottenham, só que o VAR indicou ao árbitro Michael Oliver uma infração de Lucas Moura, que tocou, inadvertidamente, com a mão na bola quando foi derrubado, acabando por assistir o ponta de lança inglês para a conclusão da jogada.

Quer Lampard, técnico do Chelsea, quer Ancelotti, do Everton, compreenderam, de certa forma, a insatisfação de José Mourinho, após a derrota (3-1), que preferiu “não dizer o que pensa para não ter problemas”.

"Precisamos de uma grande reflexão no final da temporada. O VAR trouxe várias melhorias, mas existem maneiras de melhorá-lo e acho que uma sessão coletiva no final da temporada com todos os árbitros, administradores, jogadores pode dar uma contribuição para tentar fazer uma aproximação ao nosso objetivo”, disse o técnico dos ‘Blues’, em conferência de imprensa.

Carlo Ancelotti apelou igualmente a uma revisão das regras, pois considera a decisão de anular o golo a Harry Kane "foi uma muito complicada e difícil".

"Acho que a decisão que tomaram veio das regras em vigor atualmente e, talvez, no final desta temporada possamos pensar que podemos mudar esse tipo de regras. Agora, é assim, e temos de seguir", acrescentou o treinador italiano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.