Os jogadores do Liverpool vão vestir, a partir da temporada 2020-2021, material desportivo da gigante americana Nike, anunciou esta terça-feira o clube inglês, atual campeão da Liga dos Campeões.

A emblemática camisa dos 'reds' é 'propriedade' desde 2015 de outra empresa americana, a New Balance.

"A nossa icónica camisola é uma parte importante da nossa história e da nossa identidade. Damos as boas-vindas à Nike como nosso fornecedor oficial e esperamos que seja um patrocínio incrível para o nosso clube, no mercado doméstico e internacional, num momento em que o nosso número de adeptos continua a crescer", explicou Billy Hogan, diretor de operações comerciais do Liverpool.

O valor do contrato assinado entre Liverpool e Nike não foi revelado mas a imprensa inglesa escreve o emblema inglês irá receber 94 milhões de euros por temporada com este novo vínculo, que terá duração de cinco anos, até 2025. Caso se confirmem estes números, este será o maior contrato de patrocínio com um fornecedor de equipamentos desportivos em Inglaterra e o terceiro maior do mundo. Apenas Real Madrid e Barcelona faturam mais, com a Adidas e Nike, respetivamente.

Para finalizar o seu contrato com a New Balance e assinar com a Nike, o Liverpool teve de recorrer a justiça. Um tribunal britânico pronunciou-se em outubro favorável ao clube, reconhecendo que a New Balance não dispõe da mesma rede de distribuição mundial e de marketing da concorrente.

O Liverpool, treinado pelo técnico alemão Jürgen Klopp, é o atual campeão da Liga dos Campeões e lidera o Campeonato Inglês com 13 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Leicester.

Os 'reds' não vencem o título inglês desde 1990.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.