O Liverpool foi hoje travado na Liga inglesa de futebol, ao empatar na visita ao Manchester United, por 1-1, num jogo em que o videoárbitro teve decisões opostas para os dois emblemas.

O líder do campeonato ficou a queixar-se quando o VAR decidiu validar o primeiro golo do jogo, aos 36 minutos, num lance de contra-ataque, em que Marcus Rashford encostou quase na pequena área e depois de uma possível infração no início da jogada.

A análise não considerou a possível falta de Lindelof, num lance em que a bola sobrou para o ataque corrido dos ‘red devils’.

Pouco depois, ainda antes do intervalo, o mesmo VAR descortinou a bola no braço de Sadio Mane, num lance em que o senegalês faria o 1-1, aos 45 minutos.

Com o Manchester United a ter a oportunidade de chegar ao segundo golo, novamente por Rashford, aos 67, e Fred, aos 83, seria Adam Lallana a evitar a primeira derrota do campeão europeu Liverpool na Liga inglesa.

Andrew Robertson cruzou da esquerda, com a bola a atravessar toda a zona da pequena área e Adam Lallana praticamente só teve que encostar ao segundo poste, aos 85 minutos.

O empate mantém ainda assim os ‘reds’ no topo da classificação, agora com mais seis pontos do que o campeão Manchester City, que no sábado venceu na visita ao Crystal Palace, por 2-0, também em jogo da nona jornada.

Com o empate de hoje, o Manchester United continua afundado na parte inferior da tabela – pouco para os ‘pergaminhos’ de ser a equipa com mais títulos em Inglaterra -, em 13.º, e sem vencer há quatro jogos.

O resultado em Old Trafford impediu também o Liverpool de igualar o melhor início de sempre na 'Premier League', que pertence ao Chelsea, com nove vitórias consecutivas em 2005/06, na segunda época de José Mourinho.

Manchester City, em 2017/18 e 2011/12, Arsenal, em 2004/05, ou Newcastle, em 1995/96, são equipas que, tal como o Liverpool nesta temporada, tiveram um arranque com oito triunfos seguidos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.