Mauricio Pochettino recusou uma oferta para ir treinar o Real Madrid. Naquele que seria o sonho de qualquer treinaror, o argentino preferiu manter-se em Londres no seu Tottenham, clube com o qual renovou contrato. Numa entrevista ao jornal espanhol 'El Pais', Pochettino explicou porque disse 'não' aos merengues.

"A situação foi difícil. Estava em jogo o sonho de qualquer treinador: dirigir a uma das maiores equipas que existe. Deves dizer que 'não' e isso é algo tremendo, algo que te gera um conflito. Porque sabes que se um treinador quer ir vai, mas eu tinha acabado de assinar a renovação de contrato e sentia que não podia fazê-lo", confidenciou o técnico argentino, explicando que o presidente do Tottenham também não quis saber da oferta de Florentino Pérez.

"Daniel Levy [presidente do Tottenham] não quis aceitar as ofertas para libertar-me e se me pedem para romper um contrato não posso aceitá-lo porque não me comporto assim. Se o meu presidente pensa que vou continuar, não lhe vou mostrar as costa. Estes são os meus valores. Seria bom para um clube assinar com um treinador que não cumpre com os seus compromissos?", questinou Pochettino.

O Tottenham defronta esta quarta-feira o Ajax, da segunda-mão das meias-finais da 'Champions', num encontro marcado para às 20h00. Os holandeses venceram na primeira-mão por 1-0. Quem passar irá defrontar o Liverpool na final, marcado para o Wanda Metropolitano, em Madrid.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.