O Tottenham regressou, esta segunda-feira, aos triunfos na Liga inglesa de futebol, com um autogolo de um adversário a valer os três pontos aos ‘spurs’ de José Mourinho, no êxito por 1-0 sobre o Everton, na 33.ª jornada.

O jogo ficou marcado por um incidente entre dois pupilos de Mourinho, com o guarda-redes Lloris e o avançado Son a discutir fortemente e a terem de ser separados por colegas de equipa, quanto todos se encaminhavam para os balneários, ao intervalo.

O francês protestava com algo e o sul-coreano não se deixou ficar, pelo que valeu a intervenção de vários companheiros para evitar situação mais complicada numa época pesadelo para o Tottenham.

Depois do jogo, José Mourinho deu a sua opinião sobre o incidente e... parece ter gostado.

"Foi maravilhoso e, provavelmente, uma das consequências daquilo que falámos. Disse-lhes que temos de ser mais abertos uns com os outros e não passivos nas relações que temos. Acho que os meus rapazes não são críticos o suficiente com eles próprios e pedi-lhes para serem mais exigentes", disse o técnico aos microfones da 'Sky Sports', antes de falar do jogo.

"Esta exibição foi muito mais sólida e nunca senti que o jogo não estivesse controlado. Não foi artístico mas quem precisa de pontos como nós e quando o jogo anterior foi muito mau... Quem visse o jogo de Sheffield ficava a pensar que somos uma equipa de meia tabela, sem ambição, e falámos muito sobre isso", prosseguiu.

Também Lloris falou do incidente, explicando que tudo faz parte do futebol.

"São coisas que ficam no balneário. Quem está do lado de fora pode dizer o que quiser. O que aconteceu entre mim e Sonny faz parte do futebol. Não há qualquer problema. No final do jogo puderam ver que estávamos os dois felizes", lembrou o guarda-redes francês à 'Sky Sports'.

O Tottenham partilha o oitavo lugar com o Sheffield United, com 48 pontos, a distantes sete pontos do quinto lugar do Manchester United, que vale o último lugar nas competições europeias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.