Nani recordou a sua relação com Sir Alex Ferguson durante a sua passagem pelo Manchester United em entrevista ao podcast oficial do clube 'UTD Podcast'.

Questionado sobre a relação entre os dois, Nani admite que a linguagem e o receio foram barreiras iniciais à relação entre os dois.

"No início tinha muito medo dele, como se fosse um pai. Tinha receio de cometer um erro ou dizer algo de errado. Não sabia se ele ia gostar do que ia dizer. Via-o falar com outros jogadores, queria envolver-me mas o que é que ia dizer?. Quando melhorei no inglês, quando tinha mais capacidade de me exprimir - o meu inglês nunca foi perfeito e nunca vai ser [ri], mas na altura era pior - e ele percebeu que eu conseguia falar mais com ele e entende-lo, veio ter comigo e deu-me mais atenção. E foi a partir dai que aprendei mais sobre Sir Alex Ferguson, o que ele queria fazer, quem ele era, e a relação começou a ser melhor", contou o jogador português.

Nani contou ainda de um episódio que viveu com Sir Alex depois de um jogo dos 'Red Devils' frente ao Fulham, em que o jogador tinha falhado um penalti, que daria a vantagem ao Man. United. Ora, depois disto, Nani ofereceu-se para dar um boleia ao mister, numa viagem bastante... silenciosa.

"Ele era meu vizinho e costumávamos ir para Londres de comboio. A mulher dele ou alguém da família deixaram-no na estação por isso quando regressamos não tinha transporte para casa, por isso ele estava à procura de alguém que vivesse perto dele para lhe dar boleia. E eu disse 'Ok boss, eu levo-o a casa!'. Mas esse dia tinha sido o dia do jogo frente ao Fulham fora. Eu estava a jogar muito bem como muita confiança. Ganhamos um penalti e quem os marcava era o Ryan Giggs. Estava confiante e o Giggs não disse nada. Marquei o penalti e falhei! Devia de ter sido o 3-2 [a favor do Man. United]", começou por contar.

"Levei-o a casa e nem sequer falou comigo no carro! No balneário ele deu cabo de mim! Disse: 'Nani, quem é que tu pensas que és? Quem te deu ordem para marcar o penalti?' Depois deu cabo do Ryan Giggs... 'Ryan, porque é que o deixaste marcar?', o Ryan disse 'Ele agarrou na bola e eu deixei-o'. Esse dia foi inacreditável. Levei-o e senti-me muito desconfortável a conduzir", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.