A Premier League vai estrear o vídeo-árbitro na próxima época e começa já por marcar a diferença em relação aos outros países. O organismo que rege o principal campeonato inglês de futebol anunciou que os ecrãs gigantes dos estádios irão passar as repetições das jornadas analisadas pelo VAR.

A exceção são Old Trafford e Anfield, casas do Manchester United e Liverpool, respetivamente, por não terem ecrãs gigantes mas apenas marcadores electrónicos.

"Para os clubes que não têm ecrãs gigantes no seu estádio, as comunicações do VAR serão feitas através de uma combinação entre o sistema de som e mensagens nos marcadores", explica a Premier League.

Outra novidade é o facto de um lance ou decisão mudada após análise do VAR ser indicada por grafismos. Os adeptos poderão vir a ter também, através de uma aplicação nos seus telemóveis, as mensagens trocadas entre o vídeo-árbitro e o árbitro principal, tudo pela maior transparência possível.

"Se o VAR considerar que há um vídeo definitivo que ajuda a explicar a mudança de decisão aos adeptos, será transmitido nos ecrãs gigantes. A Premier League vai ainda estudar a possibilidade de vídeos e mensagens serem transmitidas para dispositivos móveis, por via de uma aplicação", detalhou o organismo, em comunicado.

*Artigo corrigido

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.