Antonio Rudiger foi alvo de insultos racistas em dezembro de 2019, num jogo frente ao Tottenham. O defesa do Chelsea apresentou queixa, foi realizado um inquérito que não deu em nada já que ninguém foi punido. Uma decisão que desagradou e muito ao internacional alemão.

"O racismo ganhou. Os infratores podem sempre voltar aos estádios, o que mostra que essas pessoas ganharam. Eles nunca são punidos e eu ainda me torno um bode expiatório. Mas não vou desistir e vou sempre levantar a voz contra isso, mesmo estando sozinho", garantiu o defesa central.

O internacional alemão teme que os seus filhos venham a ser vítimas de racismo no futuro já que, garante, é preciso educar as pessoas para o fenómeno.

"Fui pai na quinta-feira e começo a pensar que a sociedade não foi o longe o suficiente no combate ao racismo, por isso, provavelmente, os meus filhos vão sofrer isso também. Se não educarmos, iremos perder", garantiu.

Rudiger foi muito assobiado pelos adeptos do Tottenham no passado sábado, na vitória do Chelsea por 2-1, para a Premier League.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.