Com passagem pelo Arsenal durante a carreira (representou o clube entre 1997 e 2000), Emmanuel Petit, antigo internacional francês, vem agora aconselhar Pierre-Emerick Aubameyang a abandonar os 'gunners'.

Aubameyang tornou-se no jogador mais caro da história do Arsenal, depois de se ter transferido do Dortmund para o Emirates Stadium a troco de 70 milhões de euros.

Para já, o gabonês tem justificado o dinheiro investido ao ter apontado 61 golos em 99 partidas, ao cabo de três temporadas.

Contudo, nem a chegada do dianteiro de 31 anos inspirou o clube londrino a chegar a outros patamares. É que já há muito que se vê afastado da luta pelos primeiros lugares da Premier League e depois de uma desastrosa campanha na edição deste ano da Liga dos Campeões. Foi eliminado da Liga Europa ante o Olympiacos orientado pelo português Pedro Martins.

Com contrato a expirar em 2021, Emmanuel Petit aconselha o dianteiro a rumar a outras paragens mais desafiantes.

"Se fosse o Aybameyang saía do Arsenal. Há alguma qualidade na equipa, mas o clube já não é o que era. É um clube mediano e sinto pena pela fãs da equipa e que amam o clube", começou por dizer, citado pelo 'goal'.

"Não sinto pena dos jogadores, considero que 70% não merece representar o clube", atirou.

Também o ambiente no seio do balneário não será melhor, isto depois de ter estalado a polémica na última partida do Arsenal frente ao Brighton Albion. Guendouzi, médio do clube, está a ser acusado de má conduta, depois de ter agarrado pelo pescoço o compatriota Neal Maupay.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.