Tottenham (7º), Manchester United (8º) e Chelsea (11º) estão sob pressão na sétima jornada do Campeonato Inglês, precisando vencer os seus duelos se não quiserem distanciar-se ainda mais de Liverpool (1º) e Manchester City (2º).

É difícil imaginar que o Liverpool, que joga no sábado, não somará uma 16ª vitória consecutiva na Premier League contra o Sheffield United (10º).

A cinco pontos do líder está o City e seu ataque avassalador - 24 gols em 6 jogos -, que visita o Everton, 14º classificado após seis rondas e três derrotas nos últimos quatro jogos.

O trio de aspirantes formado por Tottenham, United e Chelsea já está a 10 pontos de distância do Liverpool, o que significa que qualquer tropeção seria praticamente o fim da luta pelo título.

O United terá a missão mais complicada do fim de semana, já que recebe o Arsenal (4º) no último jogo da jornada, na segunda-feira.

A má atuação contra o Rochdale, da terceira divisão, na Taça da Liga Inglesa na quarta-feira (1-1, vitória por 5-3 nos penáltis), não é um convite ao otimismo nos 'Diabos Vermelhos', que não poderão contar com Paul Pogba, com lesão no tornozelo.

O Arsenal, que viu sua equipa B golear (5-0) o Nottingham Forest no meio de semana na Taça da Liga, chega ao clássico da sétima ronda com a moral nas nuvens, após superar na última jornada da Premier League o Aston Villa (3-2), apesar de jogar com um jogador a menos durante o segundo tempo.

Atual vice-campeão da Liga dos Campeões, o Tottenham sofreu uma derrota na Taça da Liga, sendo eliminado pelo modesto Colchester, da quarta divisão (0-0, 4-3 nos penáltis), e tentará recuperar na Premier League em casa contra o Southampton (13º), no sábado.

No mesmo dia, um confiante Chelsea enfrentará o Brighton (15º), após golear por 7-1 o Grimsby Towin (4ª divisão) na Taça da Liga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.