O Manchester United deslocou-se, esta segunda-feira, a Stanford Bridge, vencendo por 2-0, com golos de Martial e Maguire em partida da 26.ª jornada da Premier League.

Depois de duas semanas de descanso, o United regressava à Premier League com um duro teste pela frente, na deslocação a Stamford Bridge para medir forças com o Chelsea, que não queria descurar na classificação para não perder terreno na luta pelos lugares da Champions.

Com Bruno Fernandes de pedra e cal na equipa, médio português desta feita jogou mais adiantado que na sua estreia frente ao Wolves - nas costas de Martial e Daniel James.

E foi o outro James, o lateral do Chelsea, o primeiro a criar perigo, logo ao minuto 6´, num grande pontapé rasteiro que passou muito próximo da baliza de De Gea. Com os 'blues' mais fortes nos primeiros minutos, foi Willian dois minutos volvidos a voltar a criar perigo.

Bruno Fernandes começou por dar nas vistas ao minutos 31´, num pontapé de fora da área que saiu próximo da baliza.

No minuto seguinte, num lance a envolver o português, Willian tentou dar-se à falta e cavar um livre à entrada da área, mas o árbitro da partida acabou por mostrar o amarelo ao avançado do Chelsea.

O médio português voltou a dar nas vistas, numa tabelinha com Martial, com o francês a finalizar ligeiramente ao lado (36´).

Em cima do intervalo, o United marcou mesmo. Cruzamento do lado direito de Wan-Bissaka e Martial a cabecear e a dar vantagem aos visitantes.

Ao minuto 55. Zouma atirou a contar para o Chelsea depois de um canto , mas o lance é anulado por falta de Azpilicueta, depois do lance ser revista com recurso ao VAR.

Já no segundo tempo, Bruno Fernandes esteve próximo de se estrear a marcar pelos 'red devils'. Pontapé livre a descrever uma curva e a bater caprichosamente no poste.

Não marcou, mas assistiu, ao minuto 65´.Canto do médio luso e Maguire finalizou nas alturas.

Ao minuto 78´, novo golo anulado aos 'blues'. Giroud atirou para o golo, mas o lance foi novamente invalidado por fora de jogo do francês, depois de consultada a video-arbitragem.

Ao minuto 92´, o médio português saiu para dar lugar a Dalot. Bom jogo do jogador português, na forma como equilibrou a equipa, mas ainda sem o brilhantismo que exibiu no Sporting.

 Veja a classificação na Premier League

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.