Jorge Silas foi esta sexta-feira apresentado como novo treinador da equipa principal do Sporting Clube de Portugal. Nas primeiras palavras como novo timoneiro dos leões, Silas mostrou-se surpreso por entrar novamente ao trabalho pouco tempo depois de deixar o Belenenses SAD.

O técnico de 43 anos prometeu uma equipa ambiciosa e atrevida em que "toda a gente vai acreditar", dizendo que não é preciso "fazer milagres" dada a qualidade do plantel

"Estamos muito contentes e surpresos até. Saímos de um clube há pouco tempo e não pensávamos que fôssemos logo receber um convite de um clube como o Sporting. Passados três semanas, estamos a treinar no Sporting. Estamos muito contentes", começou por dizer Silas.

Questionado sobre o que sente por assinar contrato com os leões, o técnico lisboeta lembrou o tempo em que foi dispensado da equipa de iniciados do clube de Alvalade.

"Na minha carreira como jogador, houve momentos que marcaram. Um deles aconteceu quando tinha 13 anos e fui dispensado do Sporting. Foi a maior desilusão de toda a minha carreira. Depois, isso deu-me força para poder ser profissional. Na altura foi uma dispensa justa. Depois de tantos anos, ocupar este cargo tão importante. Não vou esconder o meu passado. Joguei dois anos aqui e poder ter a oportunidade de elevar o Sporting para um patamar superior enche-nos de orgulho, mas sabemos a responsabilidade que temos", atirou.

Sobre o mau momento desportivo que a equipa vive, Silas diz que todos têm de acreditar que é possível dar a volta a este ciclo negativo e promete uma equipa ambiciosa e atrevida.

"Vocês sabem que nós somos atrevidos porque somos ambiciosos. Nunca hesitámos. Confiamos muito nas nossas capacidades. Toda a gente tem de acreditar nela. É arriscada, arrojada. Nós sabemos disso e acreditamos nisso. A nossa maneira de jogar dá prazer aos jogadores e depois isso dará prazer aos adeptos. Toda a gente tem de acreditar. Aos poucos, não vai ser de um dia para o outro. Medo temos zero. Nós não temos medo. Para se estar num clube deste não se pode ter medo. Temos que ser atrevidos e ambiciosos. Sabemos dos riscos e temos de estar preparados. Os jogadores vão gostar. Se eles não acreditaram, não há hipótese nenhum. Mas eu acho que eles vão acreditar", sublinhou.

Por fim, Jorge Silas prometeu trabalho para dar a volta à situação atual da equipa, dizendo que não é preciso "fazer milagres" dada a qualidade do plantel.

"Eu acredito nestes jogadores. Acho que não é preciso milagres. Milagres com esta equipa e com estes jogadores? Não é preciso. Todos os jogadores têm uma história como nós temos. Por alguma razão eles estão aqui. De certeza que noutros tempos estiveram a um nível muito forte. Nós não vamos sacar nada que eles não tenham. Vamos à procura do que eles têm dentro deles. É preciso trabalho. Tenho a certeza absoluta que o Leonel trabalhou, mas não teve muito tempo. É preciso ouvir o que os jogadores sentem", salientou, antes de concluir:

"É o balneário que encontrei toda a vida. 30 anos como jogador e não há nada no balneário que seja segredo para mim. Não vamos ter grandes problemas. Temos gente profissional e com ambição. Não podemos pedir muito mais. Estamos à espera de gente que queira trabalhar. O que eles mais querem é ganhar. Nós, treinadores e jogadores, sofrem muito com os resultados. Queremos qualidade de vida. Sair à rua e ouvir elogios. Como conseguimos isso? Ganhando!"

O técnico, que no início do mês deixou o comando do Belenenses SAD, já vai orientar o treino da equipa 'leonina' marcado para esta tarde, tendo assinado contrato válido até final da época com mais uma de opção.

Jorge Manuel Fernandes 'Silas', de 43 anos, sucede no comando da equipa a Leonel Pontes, que orientou o Sporting interinamente após a saída do holandês Marcel Keizer, dispensado após a derrota com o Rio Ave (3-2), em 31 de agosto, na quarta jornada da Liga. Pontes acumulou um empate e três derrotas.

Na sua única uma experiência como treinador principal, Silas chegou ao Belenenses em janeiro de 2018, fez toda a temporada de 2018/19 e saiu já no decorrer desta época, após a quarta jornada da liga, deixando a equipa lisboeta no 17.º lugar.

Após seis jornadas, Silas vai encontrar o Sporting no sétimo lugar do campeonato, com oito pontos e a igual distância do Famalicão, que lidera, com 16, enquanto os rivais Benfica e FC Porto somam 15.

A estreia de Silas está prevista para a próxima segunda-feira, quando o Sporting visitar o Aves, na sétima jornada.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.