Aboubakar, que está recuperado da lesão, garante que só não está a jogar por acreditar que Sérgio Conceição tenha receio de uma recaída por parte do jogador, ele que neste momento está concentrado com a seleção dos Camarões.

"Se estou cá [na seleção] é porque estou completamente recuperado. A minha lesão exigiu algum tempo e paciência, porque rompi tendões e ligamentos cruzados, mais duas cápsulas internas. Agora, o que eu acho é que os meus treinadores talvez tenham algum receio de voltar a apostar em mim para não me lesionar de novo. Mas hoje sinto-me apto para jogar. Preciso de ritmo, de fazer um jogo ou dois e depois o resto vai aparecer", disse Aboubakar, citado pelo site "lionindomptable.com".

Vincent Aboubakar admitiu deixar o FC Porto já em janeiro, caso surja uma boa proposta.

"Claro que vou sair, não vou acabar a minha vida no FC Porto", comentou, recordando que esta temporada apenas jogou quatro minutos contra o Krasnodar para Liga dos Campeões, mais 90" com o Varzim na II Liga, e 14 com o Coimbrões na Taça de Portugal.

A imprensa da Turquia voltou, esta semana, a colocar o avançado portista na rota do Besiktas, onde no verão passado esteve muito perto de garantir uma transferência para o emblema de Istambul. Aboubakar garante que dificilmente voltará ao emblema de Istambul.

"Estive de facto no Besiktas no verão, mas não gostei da maneira como o presidente [Ahmet Nur Cebi] me tratou, porque deu informações falsas a meu respeito, quando disse que não me quis sujeitar aos exames médicos. A verdade é que o Besiktas tem problemas financeiros e não pode pagar certos ordenados. Por isso, ele disse que não me interessava regressar. Insistiram, mas o presidente estava numa situação delicada e, honestamente, regressar à Turquia não estava nos meus planos", admitiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.