Miguel Fonseca, advogado que defende Bruno de Carvalho no processo da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, falou aos jornalistas antes de entrar no Tribunal de Monsanto, onde esta quinta-feira será lida a sentença do julgamento. "Até agora correu tudo bem. O Bruno de Carvalho está tranquilo, tranquilo", começou por dizer.

O advogado, depois de salientar que primeira vez ia a tribunal de gravata, lançou de seguida fortes ataques a todo o processo. "O Ministério Público não se revê em doentes mentais, os que podem eventualmente haver no Ministério Público são um número muito diminuto", afirmou, acrescentando. "Acho que com aquele despacho foi saneado o processo, que era o que se impunha que fizesse. Estão aqui 44 seres humanos que estão a ser julgados, que foram metidos num circo armado. Estou tranquilíssimo quanto ao meu cliente", sublinhou.

Os 44 arguidos do processo da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, entre eles o ex-presidente do clube Bruno de Carvalho, recorde-se, conhecem esta quinta-feira a respetiva sentença, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.