Em entrevista à revista 'Kicker', o avançado holandês falou da saída do Sporting e do ataque à Academia de Alcochete a 15 de maio de 2018.

"Após dois em anos em Lisboa, concordei com a minha namorada que iríamos ficar a viver naquela cidade para sempre. Eu era uma unidade importante no Sporting, marcava golos, adorava a cidade e o tempo. Tudo me corria bem", começou por recordar Bas Dost.

Mas, pouco depois, tudo mudou com a agressão da qual foi vítima. "Nessa altura fiquei com muito medo de andar nas ruas. Rescindi contrato, tal como outros jogadores fizeram, mas a minha namorada estava grávida e o nosso filho nascia em julho, falámos muito e acabámos por decidir que íamos ficar. Mas, quando o Sporting demonstrou que me queria vender, pensei imediatamente na Alemanha", admitiu.

Recorde-se que Bas Dost foi contratado pelo Sporting no início da época 2016/17, por 10 milhões de euros, tendo marcado 93 golos em 127 jogos com a camisola ‘leonina’.

Formado no FC Emmen, Bas Dost representou na Holanda o Heracles e o Heerenveen, antes de se transferir para o Wolfsburgo, da Alemanha, onde permaneceu quatro épocas, entre 2012 e 2016.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.