O Benfica terminou a primeira volta da edição 2019/20 da I Liga portuguesa de futebol com um recorde de 48 pontos ao fim de 17 jornadas, graças a 16 triunfos e uma derrota. As 'águias' recuperaram assim o 'título' de 'campeãs de inverno’ da I Liga, distinção que nas duas últimas épocas tinha sorrido ao FC Porto de Sérgio Conceição.

Desde que as vitórias passaram a valer três pontos, e não apenas dois, o que aconteceu em 1995/96, o FC Porto era o clube que mais pontos tinha conquistado em 17 jogos (47), em 1996/97 e 2010/11, então fruto de 15 vitórias e dois empates.

Na 'era' três pontos, o melhor que o Benfica tinha feito até hoje era 46 pontos, em 2014/15, na sexta e última época sob as ordens de Jorge Jesus.

Novo máximo de vitórias seguidas fora de portas

Até à data, na edição de 2019/20 da I Liga, o Benfica perdeu na receção aos ‘dragões’ (0-2), tendo ganho todos os outros jogos, incluindo os oito jogos realizados fora de portas. Juntando os últimos nove de 2018/19, são já 17 os jogos consecutivos a vencer fora, registo que significa igualmente um novo recorde na história da prova.

Este registo dos 'encarnados' coincide com o momento em que Bruno Lage assumiu o leme da equipa principal do clube, sendo que o técnico continua assim 100% vitorioso em reduto alheio – a última derrota do Benfica fora de casa (0-2 em Portimão, em 02 de janeiro de 219) custou o lugar a Rui Vitória.

Os comandados de Lage bateram precisamente um registo que pertencia a Rui Vitória, que, entre 2015/16 e 2016/17, somou 16 triunfos seguidos, superando, então, outro treinador do Benfica, o inglês Jimmy Hagan (15, entre 1971/72 e 1972/73).

Estes triunfos nos primeiros oito jogos fora da I Liga 2019/20 constituem também o segundo melhor registo da história do Benfica numa só edição da prova, apenas batido pelos 12 de 1972/73, rumo ao melhor campeonato de sempre.

Terminar primeira volta na frente não é sinónimo de título, mas quase...

Virar o campeonato na frente não significa se campeão no final da época, mas foi o que aconteceu na grande maioria das vezes: nas 28 ocasiões em que acabou a primeira volta na frente, o Benfica conquistou o título em 21, tendo deixado fugir seis para o FC Porto e um para o Belenenses.

Desde que os triunfos valem três pontos, esta é apenas a terceira vez que o Benfica chega ao fim da primeira volta com mais do que dois pontos de avanço sobre o segundo colocado. Nas anteriores duas (2014/15 e 2016/17) sagrou-se campeão.

A década mais produtiva de sempre do Benfica

Esta segunda década do Século XXI é a mais produtiva de sempre do clube da Luz, superando, com seis cetros invernais, os registos dos anos 60 e 80 do Século XX.

Nos anos 60, quando conquistou os seus dois títulos europeus, o Benfica virou na frente em 1960/61, 62/63, 63/64, 64/65 e 67/68 e, nos anos 80, fechou a primeira volta no comando em 1980/81, 82/83, 83/84, 85/86 e 88/89.

A melhor década de sempre sucede, precisamente, à pior, já que, entre a última década do século passado e a primeira do corrente, apenas em 1993/94 as ‘águias’ tinham arrancado na frente para a segunda volta do campeonato.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.