A troca de palavras, comunicados e mensagens - umas mais diretas que outras - prossegue entre Benfica e FC Porto. Depois de os 'dragões' terem falado de uma final "ferida de verdade", agora foi a vez de as 'águias' responderem, na habitual newsletter diária 'Benfica News'.

A turma encarnada volta a falar do apelo que fez para que todos os seus jogos, bem como o do rival, passem a ser dirigidos por árbitros estrangeiros até fim da temporada e criticou a arbitragem do FC Porto-Viseu que ditou a passagem dos 'azuis e brancos' à final da Taça, onde marcarão encontro com as 'águias'.

"Infeliz oportunidade para recordar os anos 80 e 90 foi para quem ontem pôde assistir à meia-final do jogo da Taça de Portugal entre o FC Porto e o Académico de Viseu. Não acham que se começam a ultrapassar todos os limites? Só neste percurso na Taça, já não chegou o golo com que o Santa Clara foi eliminado nos oitavos de final?", lembra o Benfica na referida newsletter publicada no seu site oficial.

Na mesma publicação, os 'encarnados' aproveitem então para reforçar o pedido de árbitros estrangeiros para os jogos de Benfica e Porto até ao final desta época, lembrando um protocolo assinado na véspera por UEFA e Conmebol.

"Nem de propósito, foi ontem divulgado que UEFA e Conmebol assinaram um protocolo que prevê a troca de árbitros, num plano de intercâmbio que poderá levar a que árbitros sul-americanos apitassem jogos do Euro2020 e árbitros europeus estivessem na Copa América, podendo ser estendida esta permuta à Liga dos Campeões e à Taça dos Libertadores", salientam.

Na mesma newsletter, há ainda espaço para o Benfica negar que lhe tenha sido aberto um processo disciplinar em virtude deste pedido, como foi noticiado por alguns órgãos de comunicação social.

"Abertura do processo só pode ser por outros motivos, porque a possibilidade de árbitros estrangeiros está prevista nos próprios regulamentos da Liga Portugal, aprovada numa Assembleia Geral de 2016. Caso contrário, teríamos de ver o Conselho de Disciplina da Federação a abrir processos à Liga e à própria FPF no limite", terminam.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.