Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, fez uso das redes sociais para criticar Augusto Baganha, presidente do Conselho Diretivo do Instituto Português da Juventude e Desporto (IPDJ).

Em declarações à SportTV, Augusto Baganha afirmou que os "grupos de adeptos organizados" do Benfica deviam "registar-se para ficar como os outros," mas que, até agora, "isso não tem sido um problema para o IPDJ nem para a polícia".

Bruno de Carvalho repudiou estas declarações através de uma publicação no Facebook, . "Realmente, quanto mais o cerco aperta, mais as baratas ficam tontas...", começa por escrever.

"Esta afirmação está ao nível dos energúmenos que dizem que duas mortes no futebol não contam pois são coisa pouca. Ao presidente do IPDJ fica o aviso que, pessoalmente, já disse ao Sr. Secretário de Estado, sobre o porquê das suas atuais atitudes contra o Sporting e de como a violência no desporto está a evoluir por causa de atitudes como a que voltou a ter. Existe um idiota no futebol que está sempre a incitar à violência, que permite que se chame folclore a atos criminosos, que, perante mortes, monta cartilhas de "o que estava a fazer essa pessoa na rua....????", e que luta pela não legalização das suas claques, a quem apoia, e de quem tem medo. Esse mesmo idiota intitula-se de sério e anda sempre com o chavão que alguém lhe ensinou na boca: 'um dia vai haver uma desgraça'. Anda a dormir, ou pensa que andamos todos! Já houve, pelo menos, duas meu caro: dois adeptos do Sporting CP assassinados por adeptos do seu clube! Mude o disco e faça-se homem de vez, criticando e condenando de forma firme estas atitudes, afastando estes criminosos dos estádios e pavilhões e obrigando as suas claques a legalizarem-se", escreveu Bruno de Carvalho.

"Já transmiti pessoalmente a quem de direito que está nas mãos do Governo a responsabilidade do que se está a passar, do que já se passou e do que se venha a passar no futuro. Os problemas não desaparecem por assobiarmos para o lado. O futebol não pode ser um subsistema dentro do sistema que é a Lei. Vamos a arregaçar as mangas e agir! Ou é por sermos campeões europeus que existem intocáveis? Se fomos campeões devemos aos clubes, dos mais pequenos aos maiores, e ao Sporting CP em especial, com 10 Aurélios que jogaram a final a serem Made in Sporting! (uma pequena nota adicional: inexplicavelmente, em seleções dos escalões de formação - de sub21 para baixo - têm sido deixados de fora muitos atletas campeões do Sporting CP, e os resultados desportivos pioraram logo.... coincidências?)", continuou.

"Do IPDJ à Federação é tempo de começar a exigir o que implica as responsabilidades que lhes foram confiadas pelo Governo e deixar de ter receios de o fazer. Quanto aos que dizem que duas mortes é insignificante gostava que tivessem a coragem de dizer isso, cara a cara, aos filhos, pais, familiares e amigos dessas duas pessoas assassinadas. Cretinos!", conclui.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.