Bruno Lage fez esta sexta-feira a antevisão à partida do Benfica frente ao Rio Ave, a realizar-se no próximo sábado pelas 18 horas, no Estádio da Luz. Um encontro especial para o técnico que vai defrontar o antigo colega, Carlos Carvalhal e o seu irmão, adjunto do Rio Ave.

Já falou com o irmão, Luís Nascimento

"Não. Não porque não tivemos tempo. Os jogos estão consecutivos, nem há tempo para dormir, quanto mais para falar"

Antevisão à partida

"Dividir em dois planos: o emocional, o que me liga à equipa técnica, ao Carlos Carvalhal, ao João Mário, ao Luís... De outro lado mais frio, ver o jogo pelos 90 minutos, mais estratégico e táctico e perceber a competência do Rio Ave e nós preparados para essas dificuldades, para esse nível que o Rio Ave tem apresentado. Temos de estar no nosso melhor para vencer e fazer uma boa exibição"

Bruno Lage vs Carlos Carvalhal

"O jogo não é entre treinadores, é entre duas equipas. A curiosidade é que há este reencontro nas carreiras, é um facto que temos um passado em comum. Quando treinava os jovens, tive oportunidade de estagiar com ele, no Belenenses, no Setúbal. Depois reencontrei-o no Dubai e surgiu o convite para trabalhar três anos em Inglaterra na sua equipa técnica. Também recebi um convite para escrever um livro com ele. Tenho uma enorme admiração por ele. São situações que acontecem. Não há vantagens, porque o conhecimento que temos é a forma de ver o treino e as situações"

"[Rio Ave] é uma equipa que joga muito bem, com dinâmicas muito ofensivas, tem dois pontas de lança muito interessantes"

Só vai pensar no Lyon [Liga dos Campeões] depois do Rio Ave

"É um jogo de cada vez. Porque a nossa dinâmica parte disso, temos de encontrar respostas para cada momento. Veja aquilo que é a consequência de vitorias, as exibições não irem de encontro ao que queremos mas vencermos. O que temos de fazer é ir vivendo o nosso dia-a-dia, um jogo de cada vez e ir em busca da vitoria. O melhor onze entra para vencer"

Adversários mudam contra o Benfica

"Nós temos sentido isso. No ano passado poucas equipas jogavam com esse sistema, o Sporting jogou algumas vezes, lembro-me tambem o Aves. Aquilo que temos de perceber é que cada sistema oferece espaços e temos de saber jogar com isso. Acho que o Rio Ave vai ser organizado e jogar no campo todo"

Seferovic e Vinicius

"Teremos sempre oportunidade de jogar com os dois. O mais importante é com o treino é irem criando ligações para que tal aconteça. É uma curiosidade serem os dois de pé esquerdo. São situações que como treino podem encaixar. A qualquer momento podemos repetir"

Vive-se melhor o dia-a-dia na liderança

"Claro que sim, mas aquilo que é a maneira de ver as coisas é a olhar para dentro. Olhar para o resultado, para a classificação, mas acima de tudo olhar para o que é feito dentro de campo. Os problemas acontecem em função dos pontos fortes e fracos do adversário"

Sérgio Conceição e a linguagem utilizada depois do FC Porto - Martítimo

"Não tenho opinião sobre o assunto"

Com a evolução de Vlachodimos, se fosse hoje ainda pedia outro guarda-redes?

Aqui a questão fundamental é que a qualidade do Odisseas nunca foi posta em causa. Por isso, hoje estar a falar de uma situação de quatro meses atrás não faz sentido, nunca metemos as qualidades de ninguém em causa. Queríamos ter sim um plantel forte, para manter a concorrência forte nas posições"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.