Numa altura em que Bruno Lage já terá acertado a saída com o Benfica, o jornal desportivo 'A Bola' escreve que a situação não decorreu como se pensa.

Segundo o referido jornal, Bruno Lage não apresentou a demissão. Depois do apito final da derrota frente ao Marítimo, o técnico português português cumprimentou individualmente todos os jogadores encarnados e terá sentido que estes o apoiavam, tal como referiu de seguida na 'flash interview'.

Depois disso, Bruno Lage esteve com o presidente do Benfica e salientou que colocava o seu lugar à disposição porque sabia que muitos defendiam a sua saída e queria, por isso, tornar a situação mais fácil para Luís Filipe Vieira e para o próprio Benfica, mas que acreditava ter condições para continuar no comando técnico da equipa.

De acordo com 'A Bola', Luís Filipe Vieira terá dito que não havia condições para dar continuidade ao seu trabalho e que o melhor seria ficar por ali, mas que conversariam assim que possível. O presidente dos encarnados terá, de seguida, referido que seria ele a ir à sala de conferências de imprensa, de forma a proteger o treinador.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.