O treinador do Rio Ave Carlos Carvalhal foi assaltado e agredido à porta de casa, esta madrugada, depois do encontro na Madeira, no qual os vilacondenses empataram a zeros com o Marítimo.

"Quando regressava da Madeira para a minha residência em Braga fui atacado por três indivíduos encapuzados por volta das 2h15 da manhã. O meu instinto levou-me a oferecer resistência (se calhar inadvertidamente) e com a ajuda do meu filho, José Carlos, conseguimos resolver a situação. Resultaram algumas escoriações e um hematoma, nada de preocupante", revelou através das redes sociais.

"Agradeço desde já todas as manifestações de amizade e solidariedade, mas agradeço que não liguem para mim nem para a minha família, de forma a ajudar-nos a ultrapassar mais rapidamente esta situação", pediu o técnico.

"A PSP de Braga foi prontamente chamada ao local e foram inexcedíveis no apoio após o incidente. Tomaram conta da ocorrência e espero que em breve capturem os responsáveis por esta tentativa de assalto", rematou.

Fonte do Rio Ave, sexto classificado da I Liga, disse à Lusa que o treinador "está abalado, mas bem fisicamente", e que "já esta tarde estará no estádio para orientar a sessão de treino".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.