O encontro entre Benfica e Rio Ave, marca o reencontro de Carlos Carvalhal com o seu adjunto dos tempos em Inglaterra, Bruno Lage e deste com o seu irmão, Luís Nascimento, adjunto no Rio Ave.

Num duelo entre amigos e familias, Carlos Carvalhal não considera que o jogo seja especial por causa desse aspeto.

"Não é especial, sinceramente, não é um jogo especial por jogar com o Bruno [Lage]. Tenho um carinho grande por ele. Fico contente por ter amigos que tenham sucesso, mas é um jogo com o Benfica, não é entre o Carvalhal e o Bruno Lage", afirmou.

Carvalhal considera que será um jogo muito difícil, um dos mais difíceis do campeonato, mas que a equipa não entrará em campo a pensar que é impossível ganhar.

"Temos de respeitar o Benfica, saber que tem mais pontos fortes do que fracos,mas nunca entramos em campo a pensar que não podemos ganhar, sabendo que, se não é o jogo mais difícil do campeonato, é um dos que tem maior grau de dificuldade", considerou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.