Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, no final da partida com o Famalicão, da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, que os famalicenses venceram por 1-0.

Regresso

"Não era o regresso desejado. De forma alguma. Um jogo que cometemos alguns erros que não são normais na fase de construção, erros esses que não resultaram em muitas oportunidades. Ameaçámos uma ou outra vez, o Famalicão também, mas o jogo fica marcado pelo golo de livre. A partir daí houve reação forte da nossa equipa, acrescentámos valor com as substituições e mesmo com 10 empurrámos o Famalicão para trás. Tivemos duas oportunidades flagrantes para fazer golo, para não falar do penálti. Estou satisfeito com os meus jogadores. Tenho um orgulho grande nesta equipa. Houve alguns erros no inicio, a  equipa perdeu alguma concentração, estávamos a fazer saídas de trás bem feitas, mas hoje tivemos dificuldades. Parabéns ao Famalicão. Nós demos um sinal forte, com forte presença, da massa associativa, o que me dá a certeza que vai haver reação na sexta com o Aves em casa. Reação forte e tenho toda a legitimidade para pensar que isso vai ser realidade, em função da reação de 10 jogadores."

Expulsão

"Nós no início pretendíamos sair de trás, aquilo que encontrámos como solução foi baixar laterais e dar apoio e a partir dai construir. Conseguimos fazer isso mas não demos sequência. O Famalicão fechava o lado da bola e tivemos dificuldade em variar centro de jogo. Nos últimos jogos o Famalicão jogou com linha mais alta e os nossos jogadores demoraram a interpretar, usando e abusando das bolas nas costas. O jogo foi incaracterístico, tentámos retificar, cometemos alguns erros, mas é verdade que a expulsão condicionou o jogo. A partir da substituição do Taremi estivemos melhores. Variámos o centro de ataque, continuámos a ter presença no meio campo e a partir dai passou a ser nosso o jogo. Chegámos melhor à frente, continuámos a ter corpo, passámos a jogar a 3. Os meus jogadores fizeram tudo o que estava ao alcance para a vitória, arriscámos para que acontecesse e é uma mera infelicidade não tirarmos pontos. Justificámos um ponto pelo menos. Continua o campeonato, temos jogo na sexta e vamos ter uma reação para dar continuidade. A equipa vai crescer."

Elogios e os 'natas' para João Pedro Sousa

"Neste momento, tudo o que eu não quero é entrar numa brincadeira. Tenho fair play mas não sou parvo. Tenho coisas para retificar e vou esperar que subam de forma, assistentes árbitros, jogadores. Espero que toda a gente suba de forma para que estejam melhores no campeonato."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.