A SAD Leonina mantém-se atenta a possíveis encaixes financeiros que possa ter com a venda de jogadores tidos como ‘desejáveis’ no mercado de janeiro.

Segundo o jornal ‘A Bola’ desta segunda-feira, os casos de Wendel e Acuña são os dois casos que o Sporting considera que têm potencial de venda no mercado e que podem render uma boa quantia aos cofres ‘leoninos’ sendo que os ‘leões’ não aceitam menos de 20 milhões de euros por nenhum dos dois jogadores.

Marcos Acuña, internacional argentino, é o segundo jogador ‘leonino’ com mais minutos em campo esta época, só ultrapassado por Bruno Fernandes e já no último mercado foi alvo de várias propostas nomeadamente do Zenit (que não ultrapassou os 16 milhões de euros, mais quatro por objetivos) e do Boca Juniors (15 milhões de euros).

Conta com uma clausula de rescisão de 60 milhões de euros (num contrato que termina em 2023) sendo que a SAD do Sporting não aceita negociar o jogador por menos de 20 milhões de euros.

Mesmo com ‘olho' no mercado, e segundo avança o ‘matutino’, a renovação do vinculo do argentino com o clube de Alvalade está para breve, com o jogador a contar com um aumento salarial - de 1,25 milhões de euros limpos por época para 1,5 milhões.

Já no caso de Wendel, o Sporting quer um pouco mais que 20 milhões de euros, tendo em conta o potencial do jogador de 22 anos, internacional pelos Sub-23 da seleção ‘canarinha’.

Também o brasileiro tem contrato com os ‘leões’ até 2023, somando 3508 minutos de ‘leão ao peito’ desde a sua chegada a Alvalade, em março de 2018.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.