A Liga Portuguesa de Futebol Profissional vai prorrogar todos os prazos de pagamento de multas em processos disciplinares, face à pandemia de covid-19, revelou hoje o organismo numa mensagem para os clubes a que a Lusa teve acesso.

A Liga de clubes, que em 16 de março publicou um plano de suporte económico devido ao novo coronavírus, justifica que esta decisão “é mais um instrumento para fazer face às dificuldades à atual situação”.

“Deliberou a Direção da Liga Portugal ir mais longe e prorrogar, até ao dia 30 de junho de 2020, todos os prazos de pagamento das sanções de multa aplicadas em processos disciplinares”, pode ler-se na nota.

O organismo recordou ainda que o Governo “aprovou medidas excecionais e temporárias, como a suspensão de atos processuais e procedimentais por aplicação do regime das férias judiciais até à cessação da situação excecional que se vive, abrangendo procedimentos administrativos e disciplinares”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 90.500 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 4.032 mortos (mais 627 que na quinta-feira) em 47.021 casos.

A Espanha regista 1.002 mortes (19.980 casos) e a França 264 mortes (9.134 casos).

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que na quinta-feira.

O número de mortos no país subiu para seis.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.