O Vitória de Guimarães vai distribuir "bens de primeira necessidade" nas casas dos sócios com mais de 70 anos, para minimizar os efeitos da pandemia da covid-19, anunciou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol.

"De forma a proteger os vitorianos, o Vitória Sport Clube implementou um plano de ação que visa o apoio aos sócios com mais de 70 anos de idade. Os associados mais vulneráveis à pandemia da covid-19 que necessitem de bens essenciais ou artigos de farmácia podem usufruir do serviço de entrega em casa", informa um comunicado publicado pelo emblema minhoto no sítio oficial na Internet.

[

Os vitorianos, refere ainda a nota, estão já "a contactar todos os associados" pertencentes ao "grupo de risco", no âmbito da pandemia do novo coronavírus, de forma a conhecerem as suas "necessidades" e a divulgarem os "procedimentos" a adotar nas entregas.

O clube de Guimarães prometeu "cumprir todos os procedimentos de segurança recomendados pela Direção-Geral da Saúde" na implementação do "serviço de apoio".

Em Portugal, segundo o balanço feito na segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 140 mortes, mais 21 do que na véspera (+17,6%), e 6.408 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 446 em relação a domingo (+7,5%).

Dos infetados, 571 estão internados, 164 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 750 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 36 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 148.500 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.