O treinador Daniel Ramos pediu hoje maior empenho aos futebolistas do Boavista para quebrarem um ciclo de três derrotas consecutivas na deslocação ao Tondela, no sábado, em partida da 24.ª jornada da I Liga.

“O Boavista é um grande clube e temos de saber conhecê-lo. Se queremos crescer e proporcionar mais alegrias no futuro, precisamos todos de andar mais rápido. Há exigência máxima para responder em campo ao que treinámos durante a semana e só irei para a guerra com quem estiver preparado”, frisou o técnico, em conferência de imprensa.

Os ‘axadrezados’ tentam reencontrar-se com os pontos após desaires frente a Belenenses SAD (2-1), Sporting (2-0) e Gil Vicente (1-0), que se sucederam a outros tantos triunfos sobre Desportivo das Aves (1-0), Vitória de Guimarães (2-0) e Paços de Ferreira (1-0).

“As oportunidades devem ser encaradas com muita seriedade e quem tenta fazer as coisas que pedimos merece o nosso reconhecimento. Mas quando sentimos que alguém abranda, por vezes é importante que esse jogador saia do onze e da convocatória, até para salvaguardá-lo, no sentido de refletir, melhorar e ser útil mais à frente”, sustentou.

Admitindo uma reconversão tática face ao passado recente, Daniel Ramos procurou “levantar o astral” dos jogadores boavisteiros durante a semana, alinhando todo o plantel “no mesmo sentido”, em busca da segunda vitória em cinco visitas a Tondela para a I Liga.

“Não olhei à classificação, porque só pensei em preparar esta semana para voltarmos aos pontos. Sem procurarmos desculpas, temos de andar no limite, honrar o clube e dar tudo para que o resultado aconteça. Não conseguindo, se dermos tudo o que temos, seremos reconhecidos pelos adeptos e estaremos mais próximos do que queremos”, defendeu.

O Boavista terá pela frente uma formação em igual momento de forma, já que soma três derrotas consecutivas, num total de quatro encontros sem ganhar, transportando ainda o pior registo caseiro do campeonato, com sete pontos em 11 duelos como visitado.

“É uma equipa que gosta de ter bola e normalmente tem jogo interior para chegar à largura e utilizar bastantes cruzamentos para a área. Defensivamente é organizada e oferece pouco espaço entrelinhas. O Tondela tem discutido resultados até ao final e é um adversário idêntico a muitos outros, de boa valia e que merece respeito”, analisou.

Daniel Ramos não revelou a convocatória, mas sabe da indisponibilidade do lesionado Lucas e do castigado Fabiano, enquanto o defesa Neris regressa após ter cumprido um jogo de suspensão e o avançado Alberto Bueno já treinou sem limitações.

O Boavista, 10.º colocado, com 28 pontos, visita o Tondela, na 15.ª posição, com 24, no sábado, às 15:30, no Estádio João Cardoso, em desafio da 24.ª jornada da I Liga, com arbitragem do portuense Gustavo Correia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.