Nakajima não compareceu ao regresso aos treinos como os restantes companheiros depois da retoma das competições após a pausa devido à pandemia de Covid-19, fazendo questão de continuar em isolamento. Em entrevista ao Porto Canal, Luís Gonçalves, diretor-geral dos 'Dragões', esclareceu agora melhor o que se passou na altura.

"O caso Nakajima é difícil de explicar. Tem a ver com a forma como ele reagiu à COVID-19, mas diria que é uma questão mais familiar do que cultural. Por exemplo, os jogadores japoneses do Portimonense regressaram aos treinos", apontou.

Luís Gonçalves abordou, depois, mais detalhadamente toda a situação. "A mulher com asma. Lembro-me de uma reunião que tive, eu, o Nélson Puga, o empresário dele e o Nakajima. Estivemos cerca de 40 minutos a tentar convencê-lo que não havia problema de voltar, mas não conseguimos. Talvez tenha sido também o problema da língua", admitiu o dirigente do FC Porto.

Nakajima voltou recentemente aos treinos, embora não tenha voltado a ser utilizado por Sérgio Conceição, e Luís Gonçalves garante que os 'azuis e brancos' continuam a contar com o jogador, embora a questão tenha ainda de ser resolvida. "Nakajima é jogador do FC Porto e está a treinar. Mas a questão existe e vamos resolvê-la", sublinhou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.